Pular para o conteúdo

Notícias

JORNAL HOJE EM DIA:

Vizinhos se unem contra a criminalidade em Moc
População ajuda a PM na vigilância das ruas e casas

Girleno Alencar – Da Sucursal – 14/12/2009 – 17:49

MONTES CLAROS – Os moradores da Rua Professor João Câmara e Avenida Nelson Viana, no Bairro Morada do Parque, nesta cidade do Norte de Minas, implantaram desde o último domingo (13) o projeto “Rede de Vizinhos Protegidos”, criado pela Polícia Militar e funcionando em Belo Horizonte, Contagem e Uberlândia. Na iniciativa, em cada grupo de cinco casas, os moradores passaram a ajudar na vigília e fiscalização para evitar a ação de criminosos.

O projeto foi montado em parceria com a 67ª Companhia da Polícia Militar e 99ª Área Integrada de Segurança Pública. Na próxima etapa, será ampliado para todas as ruas daquele bairro, que ficam às margens da BR-365. O tenente João Paulo Fiuza da Silva, comandante da fração militar do Grande Major Prates, disse que o projeto será ampliado para as ruas onde os moradores demonstrarem interesse.

Acordo entre os moradores

O projeto “Rede de Vizinhos Protegidos” consiste em acordo entre um grupo de cinco moradores, onde cada um ajuda a fiscalizar a área onde mora, desde a presença de pessoas suspeitas até a casa do vizinho que tenha viajado.

“Teremos várias câmeras de Olho Vivo ajudando na prevenção da criminalidade. Elas contribuem ainda para a integração entre os moradores, despertando a consciência comunitária, pois um vizinho passa a ajudar o outro. Se ocorreu algo estranho, eles conversam e trocam experiências”, diz o tenente Fiuza.

No domingo, os moradores passaram pelo primeiro treinamento, com o apoio da Associação de Moradores do Bairro Morada do Parque. Foram 40 pessoas das duas ruas beneficiadas nesta primeira etapa, que estão distribuídos em grupos.

Critério na escolha do bairro

Outro aspecto para a escolha do Bairro Morada do Parque, segundo o comandante, foi o sentido comunitário, pois a Associação dos Moradores é bem dinâmica e tem promovido a união, o que ajuda nesta tarefa. Neste ano, até o mês de novembro, foram registradas oito ocorrências de crimes contra o patrimônio.

“O número pode parecer pequeno, mas a repercussão é ainda maior, pois a vítima sempre conversa com outra pessoa e fica transparecendo um clima de insegurança, que queremos reverter”, destaca.

O treinamento realizado com os moradores teve até uma surpresa: um deles não foi encontrado e, sem saber, achou que era um furto verdadeiro e, com isto, tentou atacar os falsos ladrões. Até ser informado da real situação, a Polícia Militar teve muitas dificuldades.

A coordenadora do projeto no bairro, Leonora Barbosa Alves, disse que, até o final de dezembro, todas as 11 ruas do bairro deverão ser atendidas neste projeto. Segundo ela, no dia do lançamento, quando se formaram os primeiros laços, deu para notar o interesse dos moradores.

“É mais uma alternativa para prevenir e inibir a criminalidade. Nosso problema é o furto, que passou a ocorrer nos últimos três meses. Antes, não tínhamos maiores problemas, mas agora começaram a ocorrer”, conta a coordenadora, que tem o apoio do esposo, o poeta Josecé Alves Santos, presidente da Associação dos Moradores.

fonte: Jornal Hoje em Dia 15/12/09

http://www.hojeemdia.com.br/cmlink/hoje-em-dia/minas/vizinhos-se-unem-contra-a-criminalidade-em-moc-1.51648

____________________________________________________________________________________________

CAMERAS VIVAS! MORADA DO PARQUE CONTA COM A PROTEÇÃO DA REDE DE VIZINHOS PROTEGIDOS

Em mais uma demonstração de confiança na filosofia de Polícia Comunitária e na importância do cidadão na construção da Segurança Pública, a 99ª Área Integrada de Segurança Pública (AISP 99) está implantando, com o apoio da Associação de Moradores do bairro Morada do Parque e de vários moradores do bairro a REDE DE VIZINHOS PROTEGIDOS.

O projeto consiste em uma mobilização dos vizinhos de uma rua, de um quarteirão e até mesmo do bairro inteiro, que em uma demonstração de solidariedade e espírito de cidadania se unem para vigiar mutuamente suas residências, criando uma rede de vigilância.

Os moradores criam então os laços de vigilância, que envolvem de três a cinco residências, trocando informações entre si sobre as suas rotinas do dia-a-dia, avisam quando vão viajar para que o vizinho fique atento à movimentação em suas casas durante a ausência e se houver alguma anormalidade, são utilizados sinais convencionados para alertar a rede, que, inclusive, poderá acionar a Polícia Militar se for necessário.

O projeto já foi implantado em várias cidades no Estado de Minas Gerais, sempre com a iniciativa e apoio da Polícia Militar, obtendo ótimos resultados. Na cidade de Belo Horizonte, por exemplo, nos locais onde foi implementada a REDE DE VIZINHOS PROTEGIDOS a criminalidade chegou a reduzir em mais de 40%, demonstrando como a parceria entre a polícia e a comunidade pode ser produtiva.

No próximo domingo, 13, será realizado um treinamento coletivo no bairro Morada do Parque, marcando o início do funcionamento do projeto. Todos os moradores do bairro e da região estão convidados a participar. Basta comparecerem à praça Igor Xavier, às 09 horas da manhã para participarem da reunião e do treinamento, ocasião em que haverá uma simulação com a participação da Polícia Militar.

A participação de todos é muito importante!

Informações podem ser obtidas junto à 67ª Companhia da Polícia Militar pelo telefone (38) 3222-4577 ou pelo e-mail fiuzapmmg@yahoo.com.br

Colaboração: Ten Fiúza – Comandante do Pelotão do Grande Major Prates

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: